Home arrow Nutrologia arrow Alimentação arrow Berinjela: benefícios e mitos
Berinjela: benefícios e mitos Imprimir E-mail
15 de fevereiro de 2009
Denomina-se como berinjela, o fruto de uma planta, originária da Índia e cultivada na África. Provavelmente foi introduzida na Europa pelos Árabes e, posteriormente, veio para as Américas. É uma hortaliça anual, sendo que, a época de seu plantio é de Setembro a Fevereiro e, em regiões de clima quente, é cultivada ao longo do ano. É considerada sensível ao frio, geada e excesso de chuva na floração.

Classificação da berinjela

A berinjela é classificada, segundo o Programa Horti & Fruti Padrão da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, em claras, rajadas e escuras, considerando também o comprimento e o diâmetro.



Mitos da berinjela

Nos últimos anos, o consumo de berinjela aparentemente aumentou devido às informações veiculadas sobre supostos benefícios que o consumo de berinjela ofereceria as pessoas.

A idéia atual mais difundida é de que o consumo regular de berinjela (ou derivados à base da hortaliça) ajudaria a diminuir o colesterol. Apesar de muitos acreditarem nesta informação, até o presente momento não existem estudos científicos realizados com humanos que comprovem, de maneira satisfatória, esta afirmação.

Um estudo realizado com o extrato seco da berinjela verificou uma pequena correlação entre a diminuição do colesterol e o consumo do extrato seco, porém, a resposta clínica deste estudo não atingiu os valores estabelecidos pelas III Diretrizes Brasileiras sobre Dislipidemias e Aterosclerose. Este estudo foi realizada pela Prof. Dr. Maria da Conceição R. Gonçalves pesquisadora do Laboratório de Tecnologia Farmacêutica da Universidade Federal da Paraíba.

Um outro estudo realizado pelo pesquisador Prof. Dr. Bruno Caramelli do Instituto do Coração do Hospital das Clínicas (FMUSP), não constatou nenhum efeito do suco de berinjela com laranja (200ml por dia), nos níveis plasmáticos de colesterol total, LDL, VLDL, HDL-colesterol, fibrinogênio e triglicérides.

Apesar dos diferentes resultados, os pesquisadores em questão concordam que ainda existem poucas informações a cerca dos benefícios que a berinjela oferece com relação ao colesterol, sendo assim, são necessários mais estudos para se definir os reais efeitos da berinjela sobre o colesterol.

Benefícios para a saúde



Embora não haja comprovação, até o momento, de que a berinjela diminua o colesterol, esta hortaliça fornece muitos outros nutrientes benéficos à saúde.

Levando em consideração a composição nutricional do fruto da berinjela, este pode ser considerado fonte de minerais e vitaminas. As análises laboratoriais mostram que, em 100g de berinjela crua encontram-se, em quantidades consideráveis, os seguintes minerais: cobre, magnésio, zinco, potássio, cálcio, ferro e fósforo. As principais vitaminas encontradas são: vitamina A (retinol), vitamina B1 (tiamina), vitamina B2 (riboflavina) e vitamina C (ácido ascórbico). Além disso, a berinjela destaca-se por apresentar  uma grande quantidade de água,  essencial para manter o corpo hidratado e favorecer as reações químicas nas células corporais,; uma significativa porcentagem de fibras, que auxilia no bom funcionamento do intestino e formação do bolo fecal; além de ser considerado um alimento que fornece poucas calorias, auxiliando no controle do peso.

Função dos nutrientes

Como já foi dito anteriormente, a berinjela é composta por diversos nutrientes importantes para a manutenção da saúde. Na tabela seguir, encontram-se suas principais atividades no organismo.

Nutriente Função no organismo
Cobre Faz parte de várias enzimas e proteínas .
Magnésio
Atua em reações enzimáticas. Faz parte da constituição de ossos, dentes,  membrana celular e cromossomos
Zinco
Atua no crescimento e desenvolvimento do sistema imunológico, nas funções neurológicas,na síntese,liberação e ligação de diversos hormônios , na transmissão de impulsos nervosos e está diretamente relacionado a reprodução.
Potássio
Atua no equilíbrio eletrolítico do organismo, contração muscular, síntese de glicogênio,metabolismo protéico e de carboidratos, manutenção da diferença de potencial através das membranas celulares.
Cálcio
Atua na formação dos ossos e dentes,é essencial para a vasoconstrição e vasodilatação, transmissão de impulsos nervosos, contração muscular e secreção de hormônios, além de desempenhar funções metabólicas e interferir na absorção do fósforo pelo organismo.
Fósforo
Atua no crescimento e diferenciação celular, componente dos ácidos nucléicos e das membranas plasmáticas e auxilia a manutenção do equilíbrio ácido-básico.
Vitamina B1 (tiamina)
Atua como coenzima em diversas reações enzimáticas e exerce importante função no metabolismo dos carboidratos e lipídios.
Vitamina B2 (riboflavina)
Atua em diversos processos metabólicos no organismo, na transformação de lipídios, proteínas e glicídios.
Vitamina C (ácido ascórbico)
Dentre diversas funções, atua em reações químicas no organismo e é extremamente importante nos processos de oxirredução. Facilita a absorção do ferro, da glicose e de outros glicídios pelo organismo. Age no sistema nervoso e na síntese de neurotransmissores.

Fonte: Cardoso, M A, 2006.

Segundo Pastore (2005), a berinjela contém fenóis que agem como antioxidantes. Estas substâncias possuem atividade antiinflamatória, evitando que as plaquetas sanguíneas se aglomerem e inibe a ação de radicais livres no organismo, protegendo moléculas de DNA e lipídeos, prevenindo processos carcinogênicos.

A berinjela mais comercializada é a com casca arroxeada. A tonalidade de sua casca deve-se à presença de antocianinas, proantocianinas e flavonóides. As duas primeiras substâncias inibem a produção de radicais livres e os flavonóides apresentam propriedades antioxidantes. Sendo assim, recomenda-se que esta seja consumida com as cascas.

Sugestões sobre o preparo e consumo da berinjela

  • PREPARAÇÕES MAIS UTILIZADAS: pode ser adicionada em diversas preparações, como o cuscuz, suflê, tortas, saladas, recheada e em forma de lasanha.


  • COMO COMPRAR: a berinjela de boa qualidade deve apresentar pedúnculo verde e rijo, fruto escuro, sem manchas, macio, de pele fina, brilhante e sementes claras. As opacas e amolecidas já estão velhas e perderam um pouco suas propriedades nutricionais.

  • COMO ARMAZENAR: até o momento do preparo, deve ser armazenada inteira e com casca, para que não haja perda de nutrientes e alterações sensoriais, sob refrigeração, por um período máximo de 4 dias. Se guardada dentro do frigorífico, em um saco plástico, dura de uma a duas semanas.

  • COMO PREPARAR: deve ser preparada com casca, em pedaços grandes e se for cozida em água, o volume da água de cozimento deve ser o menor possível, para minimizar a perda de nutrientes. Além disso, evite cozinhar por tempo prolongado em altas temperaturas para reduzir as perdas das vitaminas hidrossolúveis.


  • COMO EVITAR O GOSTO AMARGO: Para retirar o gosto amargo que a caracteriza, corte-a ao meio, esfregue com sal e escorra, ou deixe-a aberta coberta com água e sal, limão ou vinagre, durante, pelos menos, 15 minutos. Escorra em seguida e seque com papel absorvente.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

Berinjela (Solanum belongena L.) não baixa os níveis de colesterol. Os policosanóis sim.Disponível em: http://www.diabetes.org.br/Colunistas/Diabetes_Hoje/index.php?id=827 Acesso:21/01/2009

Cardoso,MA. Nutrição e Metabolismo-Nutrição Humana.,Rio de Janeiro:Série Helio Vannuchi,2006.

EMBRAPA.Berinjela (Solanum melongena L.).Disponível: http://sistemasdeproducao.cnptia.embrapa.br/FontesHTML/Beringela/Beringela_Solanum_melongena_L/cultivoprotegido.html. Acesso:29/01/2009

Fenema,O.Food Chemistry, 3th ed., Marcel Dekker, Inc., New York ,1996 p.95.

Flick G.J., Burnette, F.S., Aung, L.H.,Ory, R.L., Angelo, A.J. Chemical composition and biochemical properties of mirlition ( Sechium edue ) and purple, green and white eggplants ( Solanum melongena) .Journal of Agricultural and Food Chemistry,v.26,p.1000-1005 

Gebhardt, S.E., Thomas,R.G.. Nutritive Value of foods.USDA,Home Gardem Bulletin ,n 72,2002

Gonalves,MCR, Diniz,MFFM, Dantas,AHG,Borba,JDC. Modest hypolipidemic effect of Eggplant (Solanum melongena L.) dry extract in women with dislipidemy, under nutritional control. Revista Brasileira de Farmacologia,v16,2006.Disponível em:http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-695X2006000500012&lng=pt&nrm=iso .Acesso :21/01/2009

Gonsalves, P.E. Alimentos que curam: alimentos-medicamentos. 13. ed. São Paulo: IBRASA, 1996.

Instituto Agronômico - IAC - Centro de Horticultura. Disponível em:http://www.iac.sp.gov.br/Tecnologias/Berinjela/BERINJELA.htm.Acesso:21/01/2009

Kakuda CM, Aoki L, Ferrari MA, Lotierzo PH, Caramelli B - Influence of an eggplant and orange juice on lipids and fibrinogen. Atherosclerosis 1997; 134: 325.

Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância Sanitária. Alimentos funcionais. Disponível em: <http://www.saude.gov.br>. Acesso : 29/01/2009.

PASTORE, G. M. Alimentos funcionais: a inovação industrial na área de alimentos. Disponível : <http://www.comciencia.br/reportagens/2005/09/13.shtml>. Acesso : 29/01/2009.

Sadiova,E.,Stintzing, FC, Carle R. Anthocyanins, colour  and antioxidant properties of eggplants (Solanum melongena) and violet pepper (Capsicum annuum L.) peel extracts-2006. Journal of Biosciences,v.61,n7-8,p.527-535,2006.

Última Atualização ( 16 de fevereiro de 2009 )
< Anterior   Próximo >

 

Copyright 2000 - 2007 Mambo Foundation. All rights reserved.
Mambo is Free Software released under the GNU/GPL License.

Endereço:
Av. Santo Amaro, Nº 5.830 - São Paulo -SP
Tel/Fax: 5183-3030 ou 5182-3838 Email: clinicaq@clinicaq.com.br
Convênio com estacionamento: Av. Santo Amaro 5.762