Whats: (11) 9.6913-1889

February 19, 2018

November 13, 2017

November 13, 2017

Please reload

Posts Recentes

Consulte um profissional competente

Antes de pensar em fazer alguma dieta, ou em tomar alguma atitude com a finalidade de emagrecer ou melhorar sua com...

O QUE VOCÊ PRECISA SABER PARA EMAGRECER COM SAÚDE E DEFINITIVAMENTE

November 13, 2017

1/6
Please reload

Posts Em Destaque

Nutrologia - Plano alimentar - Medicina do Esporte e Exercício

September 8, 2017

O que é nutrologia?

 

Nutrologia é a especialidade médica que estuda, pesquisa e avalia os benefícios malefícios causados pela ingestão dos nutrientes, aplicando este conhecimento para a avaliação de nossas necessidades orgânicas, visando a manutenção da saúde e redução de risco de doenças, assim como o tratamento das manifestações de deficiência ou excesso. Também denominada de Nutrologia Funcional ou Nutrologia Médica, que são sinônimos na sua conceituação.

 

O acompanhamento do estado nutricional do paciente e a compreensão da fisiopatologia das doenças diretamente relacionadas aos nutrientes permitem ao nutrólogo atuar no diagnóstico, prevenção e tratamento destas doenças, contribuindo na promoção de uma longevidade saudável, com melhor qualidade de vida.

 

A abrangência de atuação dos nutrólogos envolve:

 

♦ Diagnosticar e tratar as doenças nutricionais (que incluem as doenças nutroneurometabólicas de alta prevalência nos dias de hoje como a obesidade, a hipertensão arterial e o diabetes mellitus), recorrendo à solicitação e avaliação de exames diagnósticos, quando necessário;

 

♦ Identificar possíveis “erros” alimentares, hábitos de vida ou estados orgânicos que estejam contribuindo para o quadro nutricional do paciente, já que as interrelações entre nutrientes-nutrientes, nutrientes-medicamentos e de mecanismos regulatórios orgânicos são complexas;

 

♦ Esclarecer ao paciente:

 

– Que doenças nutricionais envolvem desde condições mais simples, como anemia ferropriva e carência de vitamina A, até condições mais complexas, como: obesidade, hipertensão arterial, diabetes mellitus, vários tipos de câncer, anorexia nervosa, osteoporose, entre muitas outras;

 

– Quais são as substâncias benéficas e maléficas presentes nos alimentos, de modo que ele mesmo saiba fazer as suas escolhas alimentares para viver mais e melhor;

 

– Que a ingestão do nutriente não assegura o seu aproveitamento pelo organismo;

 

– Que a informação nutricional se torna fundamental para a diminuição de riscos de doenças e promoção da saúde e bem-estar;

 

– Que o seu comportamento alimentar – como a distribuição dos alimentos ao longo do dia e intervalos entre as refeições – assim como suas escolhas alimentares, influenciam os mecanismos regulatórios endógenos;

 

♦ Propor ao paciente mudanças de hábitos de vida, em particular de hábitos dietéticos, que possam contribuir para a prevenção e tratamento de doenças, e, naturalmente, evitar a recorrência de quadros previamente tratados;

 

♦ Enfatizar a necessidade de acompanhamento sistemático do estado nutricional através de uma avaliação periódica (check-up nutrológico) para permitir, inclusive, o diagnóstico precoce de possíveis desequilíbrios nutricionais;

 

♦ Participar da composição da Equipe Multidisciplinar de Terapia Nutricional para atendimento aos pacientes que necessitam de Nutrição Enteral ou Parenteral.

 

 ♦ Estabelecer parcerias:

 

– Com médicos de outras especialidades (como Endocrinologia, Gastrenterologia, Cardiologia e Medicina Esportiva) e vários profissionais da área da Saúde (como nutricionistas, enfermeiros, psicoterapeutas e fisioterapeutas), compondo uma equipe multidisciplinar que possa atender melhor às necessidades do paciente;

 

– Com a indústria alimentícia com a intenção de promover a inclusão cada vez maior de alimentos nutricionalmente mais adequados no mercado; além disso, ela possibilita a fortificação de alimentos com nutrientes de difícil reposição através da dieta e desenvolve produtos que podem ser usados tanto na prevenção como no tratamento de doenças;

 

– Com a indústria farmacêutica, na busca contínua por avanços terapêuticos, em benefício dos pacientes;

 

♦ Contribuir continuamente com o estudo do papel dos nutrientes em todas as fases da vida em prol de uma longevidade saudável.

 

 Estabelecida a relação entre conhecimento e educação, sabemos que o verbo educar é originário do latim educare e quer dizer “extrair de dentro”. Segundo o filósofo Léon Denis, a “educação não se constitui em mero estabelecimento de informações, mas, sim, de se trabalhar as potencialidades interiores do ser a fim de que floresçam”. E florescer, em termos de alimentação, é descobrir o prazer de se alimentar saudavelmente. Esta é a essência da proposta da Nutrologia.

 

Nota – Nutrientes são os componentes dos alimentos, como carboidratos, proteínas, gorduras, vitaminas e minerais, indispensáveis para a realização de nossas funções vitais.

 

 

Plano médico de nutrologia para o emagrecimento: Como funciona?

 

primeira etapa é descobrir as causas que estão relacionadas com o seu ganho de peso. (Ex: alteração hormonal, distúrbios neuropsiquiátricos, sedentarismo, stress e etc.), ou seja, compreender seu organismo inteiramente, por isso que a nutrologia é uma especialidade médica

 

segunda etapa é elaborar um plano alimentar para um plano adequado nutrológicamente, isto é equilibrar através da alimentação os nutrientes que são os componentes dos alimentos, como hidratos de carbono, proteínas, gorduras, vitaminas e minerais, imprescindíveis para a realização de nossas funções essenciais. Tanto o excesso, quanto a diminuição de quaisquer macronutrientes podem acarretar prejuízos a saúde como o aumento de gordura corporal e perda massa muscular.

 

No planejamento alimentar nutrológico é estudado com minúcias a proporção apropriada de cada macronutriente (carboidratos, proteínas e gorduras) e sua correlação médica individual de cada paciente, não há dieta padrão, cada indivíduo pode ter necessidades distintas, dependendo de sua condição clínica, e finalidades.

 

terceira etapa é determinar a sua Taxa Metabólica Basal (TMB) peculiar, ou seja, determinar a quantidade correta de calorias necessárias para emagrecer ou aumentar massa muscular, essa medida é realizada através do exame de calorimetria indireta, que é o método atual (disponível) mais confiável de medição do metabolismo energético.

 

O que vem a ser:  Metabolismo, Gasto Energético Diário e Taxa Metabólica Basal?

 

Metabolismo é a conversão de alimentos em energia.

 

Gasto Energético Diário é a medida da quantidade de alimento ou gordura, que é convertido em energia durante todo o dia.

 

Taxa Metabólica Basal é a medida de quanto alimento, ou energia, é necessária para manter as funções básicas do corpo como batimentos cardíacos, respiração e manutenção do calor do corpo enquanto você está em um estado de repouso. Esta energia é expressa em calorias por dia. Assim, uma medida da Taxa Metabólica Basal mostra quantas calorias você queima em repouso, fazendo nada mais do que ficar sentado em uma cadeira.

 

Medida da Taxa Metabólica Basal com o Exame de Calorimetria Indireta:

 

O Exame de Calorimetria Indireta fundamenta no fato que para queima de 1 caloria (quilocalorias) requer 208.06 mililitros de oxigênio. Devido a esta relação direta entre a queima calórica e consumida de oxigênio, as medições de consumo de oxigênio (VO2), consequentemente a taxa de queima calórica são praticamente intercambiáveis. O exame requer que todo o ar que uma pessoa respira necessite ser coletado e avaliado com exatidão por meio do sensor de fluxo de ar.

 

Exame de Calorimetria Indireta

 

Qual é a importância de um plano alimentar com a avaliação precisa de sua Taxa Metabólica Basal?

 

  • A maior parte das pessoas trazem dúvidas sobre o seu metabolismo (ex: lento, rápido ou normal). Saber o quanto o seu organismo realmente queima em calorias, se ele está mais lento ou mais rápido e