Whats: (11) 9.6913-1889

February 19, 2018

November 13, 2017

November 13, 2017

Please reload

Posts Recentes

Consulte um profissional competente

Antes de pensar em fazer alguma dieta, ou em tomar alguma atitude com a finalidade de emagrecer ou melhorar sua com...

O QUE VOCÊ PRECISA SABER PARA EMAGRECER COM SAÚDE E DEFINITIVAMENTE

November 13, 2017

1/6
Please reload

Posts Em Destaque

Dieta balanceada e o controle do colesterol

October 15, 2017

"Que o teu alimento seja o teu medicamento e que o teu medicamento seja o teu alimento” Hipócrates

 

 

O colesterol tem funções importantes em nosso organismo, mas em excesso pode fazer mal. Com uma alimentação adequada, mantemo-nos saudáveis e com o colesterol sob controle.

Uma nutrição adequada é importante para prevenir e combater inúmeras enfermidades. Entretanto, quando se aborda de colesterol, ela é ainda mais efetiva. Manter uma dieta criteriosa e um estilo de vida saudável são condições fundamentais para controlar os níveis de colesterol, evitar o uso de medicamentos ou usá-los em menor dose ou eficácia. “A dosagem de colesterol elevada é silenciosa e perigosa, não apresenta sintomas. Por isso, é preciso conscientizar as pessoas sobre a necessidade de uma alimentação saudável”. O colesterol é um tipo de gordura produzida pelo organismo e ingerida na alimentação. 70% vêm da produção do corpo e os outros 30% decorrem da alimentação. O LDL (low density lipoprotein), também chamado de colesterol ruim, deposita gordura nas artérias e desencadeia uma série de processos que resultam na aceleração da aterosclerose e maior risco de infarto. E o HDL (high density lipoprotein), é o chamado de colesterol bom, que transporta a gordura dos tecidos para o metabolismo hepático. A ampla quantidade de pessoas com LDL colesterol acima do limite preocupa os médicos. No Brasil, cerca de 40% da população apresenta essa condição. Conforme a Organização Mundial da Saúde (OMS), todos os anos, perto de 17 milhões de pessoas perecem devido às doenças do coração. Todavia, o colesterol é uma substância essencial para o organismo humano. Exerce papéis como produção de hormônios, da bile e vitamina D, além de realizar a manutenção das células e o transporte de gorduras. Por isso, é necessário que o HDL-C e o LDL-C permaneçam dentro dos limites. De tal modo, a alimentação é a melhor solução, principalmente pois evita o uso de medicamentos. “A dica é aumentar o consumo de vegetais e diminuir os alimentos onde o colesterol está presente, como, por exemplo, os de origem animal”. O colesterol está presente fundamentalmente em alimentos de origem animal, como carnes gordas, embutidos, frios, gema de ovo, leite, entre outros.

 

O colesterol é um nutriente importante para o organismo, mas que se transforma em ameaça à saúde quando os níveis estão acima do indicado ou existe um fator de risco genético. Quem luta contra para controlar as altas taxas de colesterol no sangue e quer evitar as doenças cardiovasculares causadas pelo colesterol, necessita adotar alguns cuidados com a alimentação. Algumas dicas simples podem baixar o colesterol e deixar a refeição mais saudável.

 

O que comer para baixar o colesterol

 

As variantes integrais dos alimentos de origem animal oferecem grande quantidade de gordura saturada e ocasionam colesterol para o organismo. Para controlar os níveis do colesterol no organismo, prefira as versões desnatadas e com teor de gordura reduzido. Troque os queijos amarelos pelos queijos brancos, como a ricota e o cottage, o leite integral e seus derivados pelos desnatados. Fuja do consumo de manteiga, gema de ovo e banha de porco.

As carnes vermelhas apresentam uma quantidade maior de colesterol do que as carnes brancas e magras. Entretanto, isso não significa que qualquer uma delas possa ser consumida à vontade. As carnes precisam ser incluídas no cardápio com moderação. Antes do preparo, retire a gordura visível das carnes vermelhas e nas carnes brancas como a de frango, retire a pele.

Peixes magros, frangos sem pele e queijos brancos são alimentos que podem ser consumidos com mais moderação que carnes gordurosas e queijos amarelos.

 

 As fibras diminuem a absorção de gordura no intestino e ajudam a diminuir os níveis de colesterol no sangue. Elas podem ser encontradas nas frutas, vegetais crus, cereais e nos legumes.  Além do mais, são ricos em fitosterois, que abaixam os níveis de LDL do sangue e protegem o coração.

Os legumes não contêm colesterol e fornecem vitaminas, fibras e minerais.

 

Fique atento nos produtos que levam gordura trans na composição. A gordura trans oferece o mesmo perigo da gordura saturada, tornando maiores os riscos de obesidade e doenças cardiovasculares causadas pelo colesterol. O óleo de canola e o azeite de oliva são bons exemplos de alimentos livres de gordura trans e que podem ser seus aliados na dieta. Eles auxiliam na redução das taxas de colesterol e ainda deixam seus pratos mais gostosos e saudáveis. Quem precisa controlar os níveis de colesterol deve cortar as frituras do cardápio, mesmo se elas forem feitas em óleos vegetais. Dê preferência para os assados e cozidos.

Além de adotar hábitos saudáveis na alimentação, experimente praticar atividades físicas. Uma dieta balanceada e exercícios podem fazer toda a diferença no controle do colesterol.